Conheça os principais mitos e verdades relacionados ao setor de engenharia e construção civil.

 

Por ser um setor muito amplo, a construção civil apresenta diversas formas de estruturas, insumos e métodos de edificação.

Dessa forma, com o passar dos anos, algumas teorias foram criadas sem qualquer embasamento e vêm sendo questionadas durante a realização de obras e reformas.

Para tirar suas dúvidas de uma vez por todas, apresentamos os mitos e verdades mais comuns na construção civil.

 

Mitos e Verdades

 

1- Arquitetos não podem gerenciar obras.

 

MITO – Muitas pessoas acreditam que os arquitetos podem projetar somente edificações de até 4 pavimentos e apenas o engenheiro civil pode dirigir e acompanhar as obras.
Na verdade, a profissão de arquitetura envolve mais do que o desenho da edificação. Além de se preocupar com a estética, o conforto e a funcionalidade dos ambientes, os arquitetos são capazes de projetar quaisquer construções urbanas, inclusive maiores do que 4 pavimentos, podendo ser até mesmo grandes edifícios. 

Com relação ao acompanhamento das obras, o profissional de arquitetura está apto a dirigir ou gerenciar obras, não é algo restrito aos engenheiros civis, uma vez que sua formação também envolve conteúdos para planejamento e controle de obras. 

Portanto, o arquiteto pode sim acompanhar e gerenciar a evolução da obra junto do engenheiro que, por sua vez, atua principalmente nas questões estruturais, hidráulicas e elétricas.

 

2- Para ser um mestre de obras não precisa ter formação específica.

 

VERDADE – Para ser um mestre de obras não precisa de graduação, no entanto, já é possível encontrar alguns cursos técnicos específicos para esta área, não sendo obrigatórios para o exercício da função.

É bastante comum pensarem que este profissional faz o mesmo que um engenheiro, porém as funções de cada um são bem diferentes.

O mestre de obras é responsável, entre outras atribuições, pela organização da equipe e distribuição de tarefas.

Além disso, ele orienta sobre a melhor localização do canteiro de obras, garante o cumprimento das normas de segurança do trabalho e o uso de EPI (equipamento de proteção individual), faz a conferência dos materiais comprados e mantém o engenheiro, arquiteto e proprietário informados sobre o andamento do projeto, supervisionando a execução das etapas.

 

3- Paredes e muros mais espessos são mais resistentes. 

 

MITO – O que determina a resistência de uma parede ou muro não é necessariamente a sua espessura. Se for utilizado um material de baixa qualidade na construção, não atingirá a firmeza desejada.
Além disso, outros fatores contribuem para determinar a força e robustez da parede.

 

4- Revestimentos não devem ser colocados em paredes com umidade.

 

VERDADE – Se a sua parede apresenta sinais de umidade, deve haver uma infiltração por trás. Neste caso, ao colocar papéis de parede, pisos ou outros revestimentos para tentar disfarçar o problema, estará cometendo um grande erro.

Quando há umidade, não adianta esconder, é preciso encontrar a causa e fazer a reparação da parede antes de instalar revestimentos. Com o passar do tempo, há o estufamento da superfície e o descolamento destes materiais, podendo inclusive vir a desabar e causar acidentes.

 

5- É comum surgirem trincas e rachaduras em algumas edificações.

 

MITO – Fique atento se sua casa ou apartamento apresenta uma trinca ou rachadura. Geralmente, estas fissuras surgem quando há infiltrações ou problemas estruturais na construção.

Um simples reparo com reboco e uma nova pintura pode mascarar, mas não resolverá o problema. Neste caso, é extremamente recomendável a contratação de um profissional capacitado para fazer uma análise minuciosa e verificar se a rachadura é superficial ou mais profunda e determinar o que deve ser feito para a restauração do local.

 

6- Nem todas as paredes podem ser derrubadas em uma reforma.

 

VERDADE – Um projeto de reforma deve levar em conta o fato de que algumas paredes servem como sustentação e, caso sejam derrubadas, estarão colocando em risco toda a estrutura da edificação.

A contratação de profissionais capacitados é essencial para analisar este tipo de obra e garantir a segurança. Não economize nesta situação.

 

7- Sistemas de gerenciamento de obras online não funcionam.

 

MITO – Se você está pensando em construir ou reformar pode contar com o auxílio de um sistema de gerenciamento de obras online, capaz de otimizar as etapas de sua obra por meio do acompanhamento em tempo real, via desktop ou mobile.

O sistema Obrafit permite a interação entre os usuários envolvidos no projeto por meio de funcionalidades como compartilhamento de fotos e arquivos, inserção de planilhas e documentos importantes, R.D.O. (relatórios diários de obras) e comentários relacionados.

O software de gestão para pequenas empresas Obrafit está disponível também como aplicativo, para download via sistema Android ou IOS

Experimente utilizar esta ferramenta no gerenciamento de seu projeto.

Acesse o site Obrafit e escolha o plano que melhor se adequa ao seu negócio.